quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

* A tea, a cup, one night and several thoughts *


Sentada em frente a tela do computador, com a xícara de chá, de toda noite.

A reflexão sobre todo meu dia, involuntariamente é feita todas as noites. Pensar em tudo, todos meus passos, meus atos, e minhas atividades. De uma forma estranha isso é dolorido.

Penso o porque lembrar de meu dia, machuca. Talvez a dor não venha do meu dia, propriamente dito. Talvez as lembranças de meu passado, que insistem em povoar minha mente ao longo do dia.

Isso se junta ao cansaço de dias sem dormir.

∙ Uma sominha ∙

A dor das lembranças + o cansaço físico = resulta numa fadiga emocional que não tem como se explicar.

Aos olhos das pessoas que me cercam, eu tenho a vida que qualquer pessoa gostaria de ter. Claro que com seus defeitos, afinal nada é perfeito, mas muita das vezes eu sinto aquele vazio horroroso.

Nos últimos quatro anos, eu aprendi a aparentar uma coisa que não sou, ou que não estou sentindo. Sorrir na frente dos outros, quando o que eu mais queria era chorar. Falar baixo, quando minha única vontade é gritar.

Com o passar dos dias, eu tenho procurado me observar mais, e com isso tenho percebido coisas que antes passavam despercebidas, e quando a lógica seria amenizar a dor por saber os motivos, só parece aumentar. De um modo um tanto quanto estranho, saber os motivos que muita das vezes causam sofrimento, e irritação só aumenta toda a dor...

To be continued

2 comentários:

,hysteria ~ disse...

eu te entendo
e também me sinto assim


feliz natal querida
e controle :*

,hysteria ~ disse...

eu te entendo
e também me sinto assim


feliz natal querida
e controle :*